Alma do Rio

Alma do Rio Prêmio Tião Sá Especial A Tribuna Aula no Trem 2001 Aula no Trem 2002 Aula no Trem 2003 Festival Candeias Feira do Verde 2004 Feira do Verde 2005 Feira do Verde 2006 Baia de Vitória II Fórum do Rio Doce III Fórum do Rio Doce IV Fórum do Rio Doce Hidrelétrica Funil Hidrelétrica Aimorés Pingüins - Instituto Orca São Tomé das Letras Caminhos de São Pedro

 

Prêmio Tião Sá Especial A Tribuna Aula no Trem 2001 Aula no Trem 2002 Aula no Trem 2003 Festival Candeias Feira do Verde 2004 Feira do Verde 2005 Feira do Verde 2006 Baia de Vitória II Fórum do Rio Doce III Fórum do Rio Doce IV Fórum do Rio Doce Hidrelétrica Funil Hidrelétrica Aimorés Pingüins - Instituto Orca São Tomé das Letras Caminhos de São Pedro

 

II Fórum das Águas do Rio Doce em Colatina-ES

Projeto "Para onde vai o meu xixi e o meu coco?" ganha mais alegria com o Dragão da Poluição e é destaque no II Fórum das Águas do Rio Doce em Colatina-ES

Caiaques doados pela deputada Luzia Toledo e o deputado Paulo Foleto para a Escola de Canoagem de Colatina.

Clique para ampliar

Veja nesta foto a triste imagem do esgoto manchando o rio, formando o Dragão da Poluição real, que suja o rio.

Foi dessa mancha que surgiu a idéia de construir o Dragão da Poluição.

   

Construindo o Dragão da Poluição

 

Transportando o Dragão da Poluição para o II Fórum das Águas do Rio Doce

 

 

Alunos da Escola Rubens Rangel saem as ruas dando vida ao dragão

 

 

 

TV Colatina entrevistando o Dragão da Poluição

 

 

Felicidade pelo sucesso do bicho, criado por Paulo, Maria Fernanda e as artesãs do Núcleo de Marchetaria de Colatina

 

 

Estande da Alma do Rio no Fórum e os alunos da Escola Rubens Rangel que ajudaram no evento

 

 

A Alma do Rio trouxe o Congo Mirim de Regência para tocar na abertura do fórum pelas autoridades

 

O xixi e o coco trouxe alegria para as crianças e jovens, ajudando a compreender o que é o dragão da poluição real, gerado pelo esgoto residencial

 

 

O Dragão da Poluição andando entre os estandes do Fórum

 

 

 

Platéia atenta, o vaso sanitário com o coco artificial e o som da descarga fez sucesso

 

 

 Dimensões da Biofossa

As dimensões da biofossa deve caber 3 vezes o volume de água consumido por dia em sua residência ou condomínio.
Por exemplo: se o consumo médio por mês é de 5 mil litros na residência, temos: 5.000 / 30 = 166 litros por dia. O volume da biofossa deve ser de 3 x 166 = 498 litros ou seja um reservatório de 1 metro de profundidade, 1 metro de largura e 1 metro de comprimento ( 1m x 1m x 1m) cabe 1.000 litros, portanto, a biofossa deve ser de 1 metro cúbico.
O filtro biológico com britas de diversas bitolas deve ser proporcional a 1/3 do volume da biofossa, para que o tratamento seja mais eficiente, fazendo com que nessa etapa do processo o resíduo líquido fique em contato com uma maior quantidade de bactérias por mais de 2 dias.
Se ainda você colocar carvão de churrasco no filtro biológico, oferecendo átomos de carbono para a quebra de moléculas nocivas pela presença de carbono livre, isso amplia o processo de tratamento para maior eficiência.
A parte final, ou seja, o sumidouro, se não houver rede de captação pública, deve ter o volume adequado a permeabilidade do solo. Se for arenoso, 1/3 do volume da biofossa é suficiente, se for argiloso, deve ser observado o grau de impermeabilidade para ajustar o escoamento do sumidouro.
Se houver inclinação do terreno suficiente para aproveitar o resíduo líquido da biofossa, pode-se ser canalizado para uma horta ou jardim.

Isso permitirá que o esgoto passe por mais de 3 dias de tratamento antes de ser lançado o resíduo tratado no meio ambiente. Nos locais frios, é bom que esse tempo seja até 7 dias, porque no calor, as bactérias se desenvolvem mais rapidamente.


 

Fale com Gente  

Paulo Randow - Diretor Presidente - Cel: 27 999932-5791

 

Webmaster: Paulo Randow

Todos os direitos reservados / All rights reserved